sexta-feira, 21 de maio de 2010

CTI Neonatal

Ao falarmos de CTI - Centro de Tratamento Intensivo - todos acham que é um ambiente horrível, pesado, com pessoas pessimistas e que só falam dos problemas que estão enfrentando.
Estão completamente enganados!!!
Nunca tinha entrado em um CTI e não tinha ideia do que me esperava quando meus bebês foram para lá!!
Mas tive uma grande surpresa já no momento que cheguei lá, no dia seguinte ao nascimento do Mathias, da Carol e do Gui.
Cheguei de cadeira de rodas, pois ainda não conseguia caminhar por causa da cesárea e fui super bem recebida por todos!
Logo as técnicas em enfermagem - uns anjos colocados em nossas vidas - que estavam na sala 2 já se apresentaram e conversaram conosco sobre nosso trio!!
Só para explicar: a CTI do Hospital Moinhos de Vento tem 5 salas, sendo que os bebês mais graves ficam na sala 2 que fica em frente ao posto médico e de enfermagem!!
O trio foi para a sala 2 e lá permaneceu por quase 2 meses!!! Conforme os bebês vão progredindo vão sendo promovidos até chegar na sala 5 que fica ao lado da porta de saída.
Lá também conheci mães maravilhosas e que sempre estavam em alto astral, passando positividade!! A Gisele, a Aline (que saudades do Luquinhas!), a Marla, a Roberta, a Lizandra, a Patricia, a Kelen e outras tantas mães que conheci!!
Mães que já estavam lá quando eu cheguei e que me deram várias dicas e conversavam muito comigo, mães que passaram por lá durante nossa internação, e mães que ainda continuavam por lá quando nós saímos, e que eu conversei bastante, contando minha experiência e dando aquela força!
Essas mães são grandes exemplos e guerreiras como nossos bebês!!!
Não posso dizer que a vida CTI é fácil, mas as pessoas que estão lá fazem tudo ficar melhor!!
Tá certo que o Mathias, a Carol e Gui sempre foram bebês muito fortes, e que sempre tiveram um excelente progresso durante os 70 dias que lá ficamos, mas todos de lá ajudaram muito!!!
Ficamos conhecidos, durante um pequeno período, como a "Turma do Apito", pois o gurizada que gostava de apitar!!! Era só eu chegar na sala que todos apitavam ao mesmo tempo!!! Apitar = alarme dos aparelhos por causa das quedinhas de saturação. Mas tudo passou rápido e sempre levamos isso numa boa!!
Durante o período de "estadia", aprendi muita coisa! Aprendemos a linguagem do CTI de uma forma que aquilo tudo já faz parte da gente. Quedinhas (o que era mais utilizado), NPT, apnéia, CPAP, resíduo e outros!! Também fiz uma diário, relatando tudo que aconteceu durante nossos dias lá! Aprendi a dar valor a pequenas coisas como graminhas, ml, etc.
Engraçado que eu estava louca para ir embora e levar o trio para casa, mas quando fui embora senti um vazio... uma saudade daqueles momentos, daquele lugar e daquelas pessoas... muito estranho!!!
Para mim (e tenho certeza que para muitas mães de prematuros) o CTI não é mais aquele bicho-papão e sim um local necessário e adequado para aqueles que precisam e cheia de pessoas generosas, competentes e maravilhosas!
Quando fui embora, deixei uma carta que pedi que fosse lida a todos do CTI Neo, bem como fosse enviada à diretoria do HMV para que todos soubessem do excelente trabalho desenvolvido por todos!
Segue a carta que resume o que é e o que vivemos na Neo:
Dia 31 de janeiro de 2001, o Mathias, a Carolina e o Guilherme, nosso tão esperado trio, nasceu com 26 semanas e 4 dias!!! Eram muito pequeninhos, pesando 895g, 840g e 960g!! Eram pequenos, mas fortes e guerreiros desde o nascimento!!!
Os três choraram ao nascer e pude ver e beijar meus três pimpolhos!
Enquanto tudo isso acontecia, vocês estavam com tudo pronto (aliás já estavam com tudo pronto há 5 dias, quando eu fui internada com a bolsa do Mathias rompida), inclusive com muitos tubos esperando meus bebês!!
Mas os 3 chegaram muito bem e surpreenderam a todos! Não foram entubados e precisaram apesar da ajudinha do CPAP para respirarem!!
Fui ver mesmo a turminha no dia seguinte, quando também conheci o CTI Neonatal do Hospital Moinhos de Vento. Comecei também a conhecer todos que ali trabalhavam e ter contato diário com todos vocês!
Os dias foram passando e o que mais me surpreendia, além do super desenvolvimento do Mathias, da Carol e do Gui, era a competência e o amor de toda essa equipe!
Aliás, os meus comentários com o Marcelo e minha família era sempre esse: nunca tinha visto pessoas tão especiais e competentes como vocês. Sempre comentava que vocês podiam todas as noites deitar e dormir muito tranquilos, pois tinham cumprido sua missão!!
Ficamos 70 dias na Neo, mas posso dizer que, apesar de todo o stress de ser uma mãe de prematuros, foram dias muito felizes, porque vocês fizeram isso acontecer!
Quando decidi, junto com meu obstetra, que as crianças nasceriam no HMV foi por um único motivo: estariam no melhor hospital, com os melhores médicos, na melhor UTI Neonatal e com as melhores pessoas cuidando deles!!! E isso realmente é verdade: vocês são os melhores!!!
Prova disso são os resultados do trabalho de vocês! E digo isso não apenas por mim, mas por tudo que vi durante todos esses dias e em conversa com outras mães que têm exatamente a mesma opinião que eu!!
Foram médicos, enfermeiras, técnicas, meninas do CPAE, meninas da limpeza que fizeram meus dias serem melhores, mesmo em um ambiente hospitalar, com meus bebês tão pequeninhos!!
Os médicos sempre foram muito claros em relação aos riscos que as crianças tinham, mas em momento algum imaginei que algo poderia acontecer, e quando comecei a observar o trabalho desenvolvido na Neo, tive certeza que eles sairiam do hospital em excelente estado (aliás, no sumário de alta consta exatamente esta expressão: excelente estado).
Além de excelentes profissionais, vocês são pessoas muito sensíveis, compreensíveis e humanas que sabem lidar com toda a situação e entendem exatamente o que as mães estão passando!
Foram muitos dias que convivi com vocês e posso dizer que foram muito agradáveis! Todos os dias que ia embora ficava tranquila, pois sabia que o Mathias, a Carol e o Gui estariam muito bem cuidados!!!
Jamais esquecerei de cada um de vocês, e serei eternamente grata por tudo que vocês fizeram pelos meus filhos!!!
Algumas coisas que acontecem em nossas vidas são engraçadas, pois, ao mesmo tempo que não via a hora de receber alta, ficava com o coração na mão por não poder mais ter a convivência diária e agradável que tive com vocês durante esses 70 dias!!!
Jamais esquecerei o primeiro canguru (que foi com o Gui e um presentão surpresa do Dr. Humberto), as graminhas que eles ganhavam (e as gurias sempre vibrando junto), o primeiro kg alcançado, as tiradas de CPAP, os primeiros peitos (e como vocês me ajudaram...), as idas ao berço, as primeiras mamadeiras, as tiradas de sondinha!! E todos torcendo junto para que tudo desse certo!!! E deu...
E tenho certeza de uma coisa: o Mathias, a Carolina e o Guilherme são bebês muito fortes e guerreiros, mas tiveram a ajuda de todos vocês para que estivessem como estão hoje!!!
Estamos a uma semana em casa e com muitas saudades... claro que não de estar na Neo, mas de todos vocês que foram e sempre serão pessoas muito especiais em nossas vidas!
E como estava no cartãozinho que deixei para vocês quando fomos embora: vocês estarão sempre em nossos corações!!!!
Gostaria de parabenizar tanto a supervisão médica como a supervisão assistencial pela excelente condução da equipe do CTI Neonatal!
Parabéns a todos vocês pela competência e pelas pessoas maravilhosas que vocês são!!
Muito obrigada por tudo!!
Mariana


Seguem algumas fotinhos com algumas tias da Neo que conviveram mais tempo com o Mathias, a Carol e o Gui:

Tia Aline


Tia Alzira


Tia Ari


Tia Bibi


Tia Ju


Tia Gabi


Tia Tai

Nenhum comentário: